encotre fácil
newsletter

Digite seu e-mail:

parceiros
Click Jardim
Rural Links

Conheça todos os nossos parceiros
Orkut Facebook Twitter
dicas
Como fazer hortas e canteiros - Canteiro olho de fechadura

Gardel Silveira | Publicada em: 20/04/2010 | Voltar para dicas

Canteiro olho de fechadura

Canteiro Olho de Fechadura em plena produção. Experiência feita quando morávamos em Florianópolis, logo após o primeiro curso de Permacultura. Tomates, couve, abóboras…

 

Materiais:

  • Jornais velhos
  • 2 sacos de 100 litros de serragem
  • meio metro cúbico de palha
  • 1 saco de 50 litros de boa terra misturada com húmus de minhoca
  • mudas de olerícolas como alface, brócolis, rúcula, repolho, couve, nabo ou beterraba
  • sementes de rabanete e de cenoura.

 

Como fazer:

Um canteiro circular como um olho de fechadura é uma estrutura que facilita o manejo e as ações neste canteiro. Você entra e do centro alcança todas as mudas. Além da irrigação, uma das coisas mais difíceis numa horta é o controle de inços. Na permacultura se trabalha com palhadas ou mulch, uma grande camada de palha sobre o solo, que tem várias funções: mantém a umidade no canteiro, alimenta o solo com matéria orgânica que irá se decompor, abafa os inços que iriam competir com as mudas da horta.

Busque um lugar para fazer o canteiro, onde pegue sol de preferência o dia todo. Outra boa idéia é que seja um local de passagem, ou seja, que as pessoas vejam no dia a dia e possam acompanhar o que acontece na horta. Um dos prazeres da atividade de um grupo é o reconhecimento desta atividade, tanto pelo próprio grupo como pelos outros.

Determinado o local, define-se o tamanho e o formato do canteiro, que pode ser como um olho de fechadura ou como puder ser no espaço disponível. Marque o canteiro e seus caminhos. Se houver mato ou grama alta, faça uma roçada e deixe a palha ali mesmo.

Cave um caminho por onde as pessoas irão circular em torno da horta. Ele deve ter no mínimo uns 15 cm de profundidade, permitindo o acúmulo de água e uma infiltração lenta no caso de chuva. A terra retirada nesta tarefa, sem pedras, deve ser jogada na área do canteiro. Com uma enxada nivele este material que será a base da sua horta.

Molhe os jornais e faça uma camada caprichada, com muitas folhas de jornal, cobrindo toda a área da horta, inclusive os caminhos cavados. O jornal molhado ajuda para que as folhas não voem com o vento.

Distribua a palhada sobre todo o canteiro, menos nos caminhos. Estes receberão a serragem, que pode ser espalhada com os pés, caminhando por ele todo. A palhada vai sendo arrumada com um garfo, um rastelo ou com mãos usando luvas para evitar picadas de animais que possam estar ali. A camada de palha deve ter uns 30 cm de altura. “Nossa, não é um exagero?” Sim, mas em poucos dias estes 30 cm se reduzirão bastante e é assim mesmo, acredite! O acabamento do canteiro é uma costura que se faz com as mãos, dobrando a palha para dentro, num movimento semelhante ao que fazemos quando arrumamos a cama e colocamos o cobertor embaixo do colchão nos pés da cama. Bom, com isso a cama para o canteiro está pronto.

 

Começando a plantar

Um dos principais conceitos da ecologia é que quanto maior for a diversidade, maior é a estabilidade de um sistema. Assim, qual seria a razão de se ter numa horta a grande fileiras de alfaces, depois a dos brócolis, em seguida os rabanetes e assim por diante? A razão é a diversidade. O plantio das mudas misturadas previne o ataque de insetos e pragas, já que para comer todos os brócolis, terá que buscá-los no meio de outras plantas. Colocar no meio da horta mudas de temperos como manjericão e hortelã também ajuda a manter os predadores afastados.

Para plantar abra um buraco no meio da palhada com um bambu ou o facão. O buraco deve ter o tamanho de uma embalagem de refrigerante de dois litros. Neste buraco coloque o húmus de minhoca até encher e plante a mudinha. Pode plantar a cada 20 cm uma planta, alternando uma planta que cresça para cima como alface, e ao lado outra que cresça para baixo, como o nabo, ou a beterraba, depois uma rúcula, ou repolho. As cenouras e os rabanetes são plantados não em mudas e sim em sementes, pois não aceitam o transplante. Terminado o plantio, lembre-se de regar seu canteiro, tanto as mudas como a palhada. Um canteiro como este exige menos manutenção que qualquer outro, pois não crescem matinhos no meio. A necessidade de irrigação também e menor, já que mantém a umidade.

Agora podemos ir colhendo conforme o canteiro vá dando, substituindo por novas mudas. O colher e comer, o compartilhar, ainda que seja uma salada ou uma cenoura, é um ato que nos leva a uma das atividades mais antigas e importantes do ser humano: a intenção e a capacidade de dar e retirar da terra nosso alimento.

 

Fonte: livro Lendas do Saber – Permacultura e histórias: cuidando da Terra e das pessoas – texto Suzana Maringoni, ilustrações Gardel Silveira e simbologia Keila Pavani.

 

Outras formas de canteiros

 

Veja as diversas formas e estruturas adaptadas em cada situação. Lembre-se, o melhor material para construir um canteiro ou horta é aquele que você tiver mais disponível no terreno.

Estrutura com estacas de bambu e braquiária seca para formar a estrutura, e na parte interna mulch de mato. Modelo em formato de olho de fechadura interligado.

Estrutura com estacas de madeira e “recheio” de palha de braquiária.

O mesmo local dos dois canteiros anteriores, só que agora feito de pedra e com irrigação com mangueira preta e aspersores de cotonete.

Marcação em curvas de nível, para cavar as valas do canteiro.

Poda de árvores anteriormente picadas em um picador e colocadas sobre o canteiro.

Espalhando o mulch de poda sobre o canteiro. A cobertura do canteiro é o que estiver mais disponível no local, que pode ser poda de grama, poda de árvores devidamente picadas e mulch de mato (cobertura de folhas secas que caem naturalmente na floresta).

Canteiros finalizados. Veja o acúmulo de água da chuva nas valas. Esta água infiltrará lentamente para baixo e para os lados através dos canteiros.


Canteiros em processo de produção. Minho, alface, rúcula, beterraba, nabos e tomateiros, tudo misturado para dificultar o ataque de insetos.

A cobertura com palha de braquiária seca dispensa a utilização de jornais, pois as palhas formam uma trama tão densa que impedem qualquer crescimento de ervas daninhas.A cobertura com palha de braquiária seca dispensa a utilização de jornais, pois as palhas formam uma trama tão densa que impedem qualquer crescimento de ervas daninhas.


Canteiro circular feito com braquiária já em fase de produção.

Canteiro construído em torno de uma frutífera. No inverno como o sol incide na diagonal e as hortaliças recebem a quantidade necessária de sol que precisam para desenvolver. No verão as hortaliças recebem o sol da manhã e no final da tarde, e na hora mais quente do dia, das 10h ás 15h, a árvore protege as hortaliças com um sombrite natural. E todo o excedente de nutrientes que botamos nas verduras e as constantes regas, também beneficiarão a frutífera, que mais tarde nos presenteará com deliciosos frutos.

Construção de um canteiro em forma de mandala.

Mandala em fase de produção.

Adaptação de um canteiro em um barranco, usando apenas estacas de bambú e palha de braquiária seca.

Exemplo de uma composteira de tela de arame junto ao canteiro para aproveitar o chorume do composto nas hortaliças. Sugerimos esta composteira para colocar restos de cozinha e manter afastados os animais domésticos como gato e cachorro.

Foto acima plantio de Physalis (Juá-de-capote) entre troncos de bananeira para manter a umidade no solo e para dificultar o crescimento de ervas daninhas. Foto abaixo Simone e horta de Physalis ao fundo, em fase de colheita.

 

 

Fonte do artigo: http://sitiocurupira.wordpress.com/hortasecanteiros/

Entre em contato com:
Gardel Silveira
poruga@terra.com.br

Leia Também:
18/08/2010 - Como cuidar de suas plantas
09/02/2010 - Bambu: sequestrador de carbono
06/01/2010 - Como recuperar campos de futebol
18/08/2010 - Como lavar verduras e frutas
06/01/2010 - Cuidados com pomar de videira
20/04/2010 - Como fazer um desidratador solar de frutas
22/10/2009 - Defensivos agrícolas ecológicos - Parte I
20/04/2010 - Como fazer aquecedor solar para água
06/01/2010 - Como plantar árvores frutíferas
20/04/2010 - Como fazer hortas e canteiros - Canteiro olho de fechadura

Colunistas

- - - - - - - - - - - - - - - -


Links patrocinados: